Slider 1

Projetos ambientais para você ou sua empresa

Slider 2

Consulte nossos serviços !

A Empresa

APRESENTAÇÃO A Universalis, fundada em 2002, atua nas áreas de assessoria e consultoria voltadas para o meio ambiente, a segurança e higiene ocupacional, treinamentos e capacitações. Atua e executa diferentes ações voltadas ao diagnóstico ambiental, ao uso e ocupação do solo, à formação e capacitação profissional na execução e gestão das atividades e projetos desenvolvidos. Possui reconhecimento profissional pelo desenvolvimento de seus projetos com notória especialidade.

Custom Image

MISSÃO

"Aplicar os conceitos de qualidade e gestão ambiental aos diferentes serviços prestados, utilizando-se de instrumentos e soluções inovadoras, buscando a satisfação de seu cliente, a inclusão social e o lucro"

INFRA-ESTRUTURA

A empresa disponibiliza: Sala de treinamentos (climatizada); Sala de reuniões (climatizada); Sala de multi-meios (climatizada); Veículos apropriados; Equipamentos (computadores, vídeo-projetor, GPS, câmeras digitais, filmadoras, outros); Profissionais habilitados.

EQUIPE

A UNIVERSALIS possui uma equipe técnica permanente composta pelos seguintes profissionais: Engenheiro de Segurança do Trabalho; Engenheiros Florestais; Engenheiro Agrônomo; Engenheiro Sanitarista; Biólogos; Especialistas, Mestres e Doutores em áreas afins. A Universalis conta ainda com a colaboração de vários consultores e empresas associadas.

Fotos

Conheça mais a Universalis Consultoria através de fotos

Matérias

Cortina Arbórea na Mina da Baratinha

Custom Image

A empresa Universalis Consultoria junto à empresa BEMISA S.A. promove a atividade de plantio para a implantação de cortina arbórea na Mina Baratinha em Timóteo, Minas Gerais. O intuito do projeto é diminuir o impacto visual provocado pela obra da mineradora, tendo em vista que a mina se localiza geograficamente em um ponto de observação do Pico do Ana Moura. Com a implantação do projeto, a paisagem não será prejudicada pelo uso antrópico da área em questão, e os visitantes poderão apreciar as belezas naturais deste local tão abençoado que é o Vale do Aço com suas montanhas e riquezas naturais.

Concentração de CO2 deixa o planeta em 'zona de perigo', adverte ONU

Custom Image

APT França A concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, que superou pela primeira vez a marca de 400 partes por milhão (ppm), deixa o planeta em uma "zona de perigo", advertiu nesta segunda-feira (13) Christiana Figueres, diretora da ONU (Organização das Nações Unidas) para o Clima. "Com 400 ppm de CO2 na atmosfera, superamos o limite histórico e entramos em uma nova zona de perigo", afirma Figueres em um comunicado divulgado em Bonn, na Alemanha. "O mundo tem que acordar e perceber o que isto significa para a segurança dos seres humanos, para seu bem-estar e seu desenvolvimento econômico." Figueres destacou que "ainda existe uma oportunidade para evitar os piores efeitos da mudança climática" e fez um pedido à comunidade internacional para dar uma "resposta política capaz de enfrentar verdadeiramente este desafio". "Nós ainda temos uma chance de evitar os piores efeitos da mudança climática, mas isso vai exigir uma resposta apoiada em três pilares de ação: da comunidade internacional, dos governos em todos os níveis e do mundo dos negócios", concluiu a chefe do Clima na ONU. Apesar desta ser uma medida pontual, a média anual de 2013 superará sem dúvida os 400 ppm, um número simbólico que marca uma tendência inquietante do planeta para o aquecimento, segundo os analistas. O objetivo fixado pela comunidade internacional em 2009 é manter o aquecimento global a um máximo de mais 2° C em relação aos níveis registrados antes da era industrial. Caso esses 2º C sejam superados, os cientistas consideram que o planeta entrará em um sistema climático marcado pelos fenômenos extremos. Com uma média anual de 400 ppm de concentração de CO2, o aquecimento global previsto será de pelo menos 2,4°C, segundo o relatório mais recente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês).

Apetite das minhocas é alternativa ecológica para o lixo orgânico

Custom Image

Quase nada escapa à sua presença: elas se movem sutilmente em meio às cascas de batata e revelam uma silhueta rosada entre restos de verduras. No entanto, na lixeira orgânica, centenas de minhocas digerem os rejeitos, reduzindo o seu volume, e produzem um fertilizante de qualidade para as plantas. "É incrível o que comem, são hipervorazes!", diz Patricia Dreano, surpresa com o apetite de 400 minhocas da espécie Eisenia foetida que colonizaram uma composteira feita para elas, instalada no subsolo da sua casa, situada perto de Josselin (em Morbihan, no Oeste da França), debaixo da mesa onde prepara suas sopas. Importada da Austrália e dos Estados Unidos, a composteira de minhocas permite "reciclar naturalmente até 30% do conteúdo da nossa lixeira" mais rápido e facilmente do que a composteira clássica colocada em um canto do jardim, conta Gwénola Picard, 42. Ao lado do marido, criador de perus, eles fundaram a fazenda Pays de Josselin, um criadouro de milhões de minhocas que se nutrem de excrementos de cavalos, vacas, aves de criação e restos de comida recuperados dos restaurantes. Usado por particulares, o princípio é simples: cada minhoca devora diariamente entre a metade e uma vez o seu peso em resíduos orgânicos (cascas e pó de café), materiais carbonados (papelão e jornais) e até a poeira varrida com a vassoura. À medida que o volume dos dejetos se reduz, acumula-se o de excrementos de lombrigas no recipiente de minhocas, uma espécie de torre composta de bandeiras sobrepostas e buracos, para permitir o deslocamento das minhocas. Chá de minhoca Só falta recolher a composteira de minhocas, um fertilizante com a consistência da terra, destinado a nutrir o solo e revitalizar as plantas. "Depois de dois meses, de cada 10 quilos de dejetos, são recuperados cinco quilos", diz Gwénola Picard. Sem odores, sem moscas e sem possibilidade de que as minhocas escapem. O único problema é recolher regularmente o "chá de minhoca", um adubo líquido procedente da água da matéria em decomposição, para evitar que as minhocas se afoguem. "Abrir a composteira na minha casa já é uma prova", admite, sorridente, Patricia Ros-Chilias, diretora do centro de lazer de Josselin. O que não a impede de receber, encantada, uma composteira de minhocas cor-de-rosa nova em folha no refeitório das crianças. "É muito prática porque não precisa ir à rua" nos dias de chuva ou frio. "Estão ali do lado, sabemos que temos que alimentar nossas minhocas", explica. "É um gesto automático: comemos e, em vez de jogarmos fora os restos, antes perguntamos se é possível reciclá-los", disse. Embora o método seduza quase todos, "a demanda aumenta nas comunidades", constata Frédéric Raveaud, da empresa Collavet-Plastiques, e criador do Eco-Worms, único modelo de composteira de minhocas francês, muito colorido. "Há quatro anos, quando começamos, era um produto para engajados", mas agora vendemos entre "3.000 e 3.500". No município de Saint-Jean-Brévelay, perto de Vannes, onde são vendidos a partir de 40 euros a peça, vinte particulares já estão em filas de espera. "Os dejetos orgânicos que deveriam ir para as composteiras representam entre 15% e 20% do conteúdo das lixeiras", diz Maxime Lohézic, do serviço ambiental desta comunidade. "O potencial [das minhocas] é enorme", pois estes animais são menores e mais discretos do que as tradicionais, que vão se tornar os "novos bichos de estimação", após o pedido das autoridades competentes para reciclar os dejetos de consumo privado.

Clientes


  • Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais – USIMINAS S/A.
  • PROMATA – Projeto de Proteção da Mata Atlântica de Minas Gerais (Convênio IEF / MG)
  • Construdata Empreendimentos Imobiliários Ltda.
  • Tempo Empreendimentos Imobiliários Ltda.
  • Crescer Empreendimentos Imobiliários Ltda.
  • Sesta Empreendimentos Imobiliários Ltda.
  • TOPCON Empreendimentos Imobiliários Ltda.
  • Empreendimentos Imobiliários Bom Jardim Ltda.
  • Nicolau, Almeida e Fernandes Explorações Minerais e Comércio Ltda. (OMNIS Minerações Ltda.)
  • Magno & Paula Ligas e Reciclados Ltda.
  • Harsco Brasil
  • OIKÓS – Centro de Educação Ambiental (APERAM SOUTH AMERICAN)
  • Veracel Celulose S.A.
  • PRESERVAR – Madeira Reflorestada Ltda.
  • RKG Ambiental
  • Comercial Cachoeira do Vale Ltda. – CCVL
  • TETO Engenharia Ltda.
  • Igreja Cristã Maranata Presbitério Espírito Santense
  • Associação de Moradores do Residencial Alphaville
  • TESSIN Minas S/A.
  • CONSERVAR Industria e Comércio de Madeira Tratada Ltda.
  • Queiroz Galvão S.A.
  • A.R.G Ltda.
  • Prefeitura Municipal de Timóteo
  • Prefeitura Municipal de Marliéria
  • Prefeitura Municipal de Jaguaraçu
  • Prefeitura Municipal de Ipatinga
  • Prefeitura Municipal de Dionísio
  • Prefeitura Municipal de Antônio Dias
  • Prefeitura Municipal de Pingo D’água
  • Prefeitura Municipal de São José do Goiabal
  • Prefeitura Municipal de Córrego Novo
  • Prefeitura Municipal de Divinolândia de Minas
  • Prefeitura Municipal de Virginópolis
  • Prefeitura Municipal de Gonzaga
  • Prefeitura Municipal de Turmalina
  • Prefeitura Municipal de Santana do Paraíso
  • NUSI Indústria e Comércio de Produtos Químicos Ltda.
  • CONSITA Ltda.
  • Porto de Areia Transfira
  • Porto de Areia Quintão
  • Porto de Areia Monte Sinai
  • Sucataço Ltda.
  • Agro Pecuária Carvalho de Britto S/A. – APECARB
  • Frigorífico Paladar
  • Gran Viver Urbanismo S/A.
  • Horsth e Sorte Empreendimentos. Imobiliários Ltda.
  • Unimed Vale do Aço
  • MM Empreendimentos Imobiliários Ltda.
  • Hematita Empreendimentos Imobiliários Ltda.
  • Ambiental Participação Ltda.
  • Santos Vale Empreendimentos Imobiliários Ltda.
  • Hematita Empreendimentos Imobiliários Ltda.
  • Arthemis Empreendimentos e Participações Ltda.
  • Parques do Vale Loteamento e Empreendimentos Imobiliários Ltda.

Contato

Para auxílio técnico ou para entrar em contato com a nossa empresa, preencha o formulário abaixo ou envie um e-mail para universalis@universalisconsultoria.com.br